Foto: Guilherme Cavalli/Cimi

Na Bahia, 15 indígenas de diferentes etnias foram eleitos para as Câmaras municipais no primeiro turno das eleições de 15 de novembro. Desses, três são de Santa Cruz Cabrália, um de Itabela e outro do Prado, cidades do extremo sul da Bahia. O Cacique Aruã, que tentava retornar à Câmara de Santa Cruz Cabrália, e o Cacique Renivaldo, de Porto Seguro, também registraram boas votações, mas não conseguiram os votos suficientes.

Ao todo 130 indígenas registraram candidaturas em 2020 postulando cargos de prefeito, vice e vereadores. Dentre eles, o Cacique Alfredo, que foi candidato a vice-prefeito pelo DC, na cidade de Porto Seguro; Sheilla Payayá (PT), candidata a prefeita da pela cidade de Morro do Chapéu, e Marilene Farias Pataxó Hahahãe, candidata a vice-prefeita (PTC), pelo município de Pau Brasil.

“O incentivo à participação dos indígenas na política é uma bandeira do Movimento Unidos dos Povos e Organização Indígenas da Bahia (MUPOIBA)”, segundo o jornalista Walney Magno, que é representante indígena dos Povos e Comunidades Tradicionais da Bahia (CESPCT) no Conselho Estadual de Comunicação, que acompanha e comemora os resultados das urnas.

Veja aqui a lista completa dos 15 vereadores eleitos no Bahia:
Com 486 votos, Beneildo Matos de Jesus, o Guiu Pataxó, é vereador eleito em Santa Cruz Cabrália pelo PSDB. Ele nasceu em 08 de maio de 1974, é natural de Porto Seguro. Em 2008 foi chefe da Funai e, Porto Seguro na época em que lutou pela autonomia da Fundação de amparo aos indígenas na cidade, que antes era subordinada à Unidade de Ilhéus, no sul do estado.Natural de Santa Cruz Cabrália, aos 41 anos, Indiara Ferreira dos Passos foi reeleita pelo PROS para a Câmara de Vereadores de sua cidade com 315 votos.

Indígenas eleitos na região extremo sul da BahIa

Natural de Porto Seguro, Rita Soraia Pereira Alves de 51 anos, foi eleita vereadora, também em Santa Cruz Cabrália. Ela é filiada ao PSD e obteve 452 votos.

Em Itabela, Vagner Martins dos Santos, o Vaguinho do Esporte, é vereador eleito pelo PROS com 426 votos. Ele é natural de Eunápolis e nasceu em 28 de agosto de 1983.

Filiado ao PC do B, Zeca Cacique, com registro civil de José Conceição de Jesus, é vereador eleito na cidade de Prado, com 338 votos. Ele tem 44 anos é casado e tem o ensino médio completo. Sua atuação se destaque pela proteção aos rios e à pesca.

Jonatan da Conceição Bahia, o Jhon Gás, vereador eleito em Pau Brasil-BA pelo REDE, com 208 votos, é natural de Pau Brasil e nasceu em 13/10/1981.

Em Ilhéus houve celebração dos Tupinambás, na Aldeia de Olivença, para comemorar a eleição de Antonio Cláudio Carilo de Magalhães, vereador eleito na cidade pelo PC do B com 805 votos. Cláudio tem 54 anos, pertence a etnia Tupinambá de Olivença, e será o primeiro indígena a assumir uma vaga na Câmara Municipal daquela cidade. Ele é professor da rede municipal, Técnico do Judiciário do Tribunal de Justiça da Bahia e ativista social.

Flávio de Jesus Dias, o Cacique Flávio, foi reeleito vereador na cidade de Euclides da Cunha. Filiado ao Partido do Trabalhadores, ele obteve 970 votos. Cacique Flávio é da aldeia Massacará dos índios Kaimbé. Eleito pela primeira vez em 2016 ele obteve 948 votos. Casado, 42 anos, no primeiro mandato uma das suas conquistas foi a reforma da escola estadual Indígena Dom Jackson Berenguer Prado, na aldeia Massacará dos índios Kaimbé. A escola beneficia mais de 600 alunos e 65 professores em Euclides da Cunha.Edimar dos Santos Marinheiro, o Edimar Marinheiro, vereador eleito em Abaré-BA pelo DEM, com 508 votos, é natural de Abaré e nasceu em 03/04/1984.

Ivani Maria da Silva, Ivany de Niaka, conquistou 407 votos e é vereadora eleita pelo PSDB da cidade de Rodelas. Ela tem 42 anos.

Também de Rodelas, Selma Conceição Gomes Santos, a Selma Tuxá, vereadora eleita pelo PC do B, com 389 votos. Natural de Rodelas, Selma nasceu em 21/04/1969.

Josaphat Silva Lemos, Indio Josafá, foi reeleito em Mutuípe com 273 votos. Ele é natural de Santa Inês, nasceu em 28/03/1963 e é filiado ao PDT. Nesta legislatura chegou a ser eleito presidente da Câmara de Vereadores da cidade.

Josimar Augusto Dos Santos, conhecido como Tiquinha Monteiro Tuxi, vereador eleito em Abaré com 758 votos. Nascido em 04/05/1981 Josimar é filiado ao Progressista que elegeu mais dois vereadores.

Aos 56 anos, Sebastião Alcides dos Santos, Zé Sulina, vereador eleito por Abaré, onde nasceu, ele obteve 496 votos concorrendo pelo PP.

E, finalmente, Pedro Gomes Marinheiro Junior, Pedrinho Marinheiro, vereador eleito por Abaré, também pelo PP, com 845 votos. Natural de Cabrobó, no estado de Pernambuco, ele nasceu em 21/05/1986 e é o mais novo indígena eleito na Bahia.

Fonte: RADAR64