Como única candidata, a atual ouvidora Sirlene Assis é reeleita para o posto de ouvidora-geral cidadã da Defensoria Pública do Estado da Bahia.

Foi reeleita nesta sexta-feira, (30), a atual ouvidora Sirlene Assis, para mais um mandato, através de um Colegiado, formado por representantes de entidades da sociedade civil organizada do estado. A escolha para a recondução do mandato de mais dois anos (biênio 2021/2023), foi realizado virtualmente por conta da pandemia da covid-19, e terá entre as principais propostas para a nova gestão, o fortalecimento ao eixo institucional com articulações que visem a ampliação do orçamento público da Defensoria e do projeto de lei que institua quadro de servidores estáveis da Instituição.

A ouvidora deve propor também que as atuações se intensifiquem ao respeito dos direitos das comunidades tradicionais e povos de religião de matrizes africanas, além do combate à violência de gênero e contra a população LGBTQI+.

Com exclusividade ao Blog Povos Indígenas Sirlene agradeceu o apoio recebido pelo povos indígenas da Bahia, para a reconstrução de um segundo mandato, frente à ouvidoria geral da defensoria pública do estado da Bahia, e reafirmou o compromisso com a luta em defesa do direito de todos os povos indígena do estado da Bahia. “agradeço por mais uma oportunidade, e me coloco a disposição do seguimento, e em logo breve, iremos sentarmos para fazermos o planejamento de atuação” disse Sirlene.