Foto: Divulgação

“O presidente Jair Bolsonaro, prometeu  R$ 2 bilhões, mas, até o momento, o recurso não foi liberado.”

O deputado federal Antonio Brito, líder da bancada do PSD na Câmara Federal, acompanhou aos preparativos  da @cmbsantascasas, em Brasília, para o ato do próximo dia 25,  em defesa das santas casas e hospitais filantrópicos. O ato busca chamar a atenção para a grave crise financeira enfrentada pelas instituições, agravada durante a pandemia. Foram colocadas 1,8 mil cruzes na Esplanada dos Ministérios, em alusão às entidades de todo o País que estão com o funcionamento ameaçado por conta subfinanciamento do SUS. Antonio Brito, diz que seguirá no Parlamento lutando por mais recursos para salvar essas instituições, que assistem gratuitamente a população brasileira e defende mais recursos para as Santas Casas e hospitais filantrópicos diante do risco dessas unidades de saúde, sem fins lucrativos, fecharem em todo o país.

Deputado Antonio Brito ao lado do presidente da CMB Mirocles Véras,

Segundo ele, o presidente Jair Bolsonaro (PL) prometeu  R$ 2 bilhões, mas, até o momento, o recurso não foi liberado. O dinheiro será usado para ajudar 1,8 mil hospitais filantrópicos, que estão com as contas no vermelho.  “O governo injetou R$ 2 bilhões em 2020, mas, desde então, não houve mais recursos para as unidades de saúde, apesar de a situação ter “piorado” em virtude da pandemia da Covid-19″, explicou.

“Imagina o que seria fechar o (Hospital) Santa Isabel, fechar o Osid (Obras Sociais Irmã Dulce), Martagão Gesteira, Aristides Maltez… Não tem como pensar nisso. (Mas) se essa equação não fechar, as Santas casas vão fechar mesmo. Ou entrarão em colapso. Espero, e eu estou otimista, para que haja uma solução”, diz.