A SDR através da Bahiater, realiza o serviço obtenção do Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF), para os indígenas.

A Aldeia Tupinambá do Rio Do Mamão, no município de Ilhéus, sul da Bahia, retornou as ações do Instituto dos Povos Indígenas da Bahia (Ação Bahia), no último dia 18 de setembro, com os mutirões itinerantes do Projeto de Obtenção de Documentação, denominado de “Sac Móvel Indígena”. Uma parceria com a Superintendencia Estadual Indígena, através de secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), do governo do estado da Bahia.

Os indígenas da aldeia do Mamão, que participaram da iniciativa tiveram a oportunidade de obter O CAF, que é o Cadastro Nacional da Agricultura Familiar, um serviço gratuito oferecido pela SDR, através da BAHIATER, estendido também as prefeituras municipais e sindicatos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, e entidades credenciadas.

O Projeto Sac Móvel Indígena

A iniciativa é da Ação Bahia, que já acontece a muito tempo, como objetivo acompanhar e dar a oportunidade aos indígenas para obterem a primeira ou segunda via do CPF, Carteira de Identidade (RG), Carteira de Trabalho e Previdência Social (CAF), Cadastro Nacional da Agricultura Familiar Título de eleitor, além do acesso aos serviços de informações da Receita Federal, e do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) – através palestras sobre educação previdenciária e créditos para produção.

“A iniciativa visa atender e proporcionar a obtenção da documentação, a todos os indígenas, lhes dando a oportunidade de acessar as políticas públicas, garantindo assim, os direitos à cidadania dos povos tradicionais.” Afirma o Coordenador Regional da Setaf – Litoral Sul da Bahia, Bernadino Rocha, da SDR.

A superintendente indígena Patrícia Pataxó, ladeada pelo cacique Juvenal Payayá, e o presidente da Ação Bahia, na ATL em Brasília

O presidente da Ação Bahia, Walney Magno, reconhece o empenho coletivo de todos os participantes das ações, porem destaca o empenho da superintendente estadual indígena, Patrícia Pataxó, para efetivação dos eventos. “São muitas ações acontecendo ao mesmo tempo, e a nossa superintendente não se furta em garantir os direitos e os benefícios para o nosso povo.” frisou o presidente.

O Projeto Sac Móvel Indígena, tem a perspectiva de atender a todos os indígenas, entre homens e mulheres indígenas de todas as regiões do estado.